5 dicas para uma boa gestão da manutenção hospitalar

gestão da manutenção hospitalar

Uma boa gestão da manutenção hospitalar é essencial, pois seus serviços exigem grande produtividade e racionalidade no desempenho das atividades básicas do dia a dia, mas que são críticas pela própria natureza dos serviços prestados. Quando se fala na vida e garantia da saúde, todos os recursos envolvidos devem ser geridos com objetivo primário de proporcionar a máxima disponibilidade e segurança, evitando as inconformidades que porventura comprometam a assistência ao paciente. Com isso em mente, selecionamos neste post 5 dicas para uma boa gestão da manutenção hospitalar.

5 dicas para uma boa gestão da manutenção hospitalar

1 – Programe-se e estabeleça prioridades

As boas práticas da gestão da manutenção hospitalar se iniciam com um criterioso planejamento, envolvendo todos os equipamentos do escopo e as principais ações relacionadas a eles. No âmbito da Engenharia Clínica e Hospitalar, as manutenções preventivas, calibrações e testes de segurança elétrica são consideradas atividades programadas e devem ser articuladas de antemão, com distribuição uniforme ao decorrer do período disponível (geralmente o plano anual). O objetivo aqui é evitar a sobrecarga de trabalho e tornar clara a percepção do programa de operações a serem realizadas em cada momento. Para isso, é fundamental a criação de um cronograma, definido por período de tempo, com a listagem de cada item e suas respectivas manutenções.

Como priorizar a manutenção de equipamentos médicos pelo método criticidade

Logo, definir critérios de precedência é essencial para manutenções eficientes em hospitais, já neste ponto relacionado principalmente às manutenções corretivas. Há de se concordar que é preciso priorizar aquilo que possui maior relevância e urgência. Porém, é necessário estabelecer métodos que amparem tal classificação. Por exemplo, pensando nos equipamentos médicos, este ranqueamento pode ser norteado pelo (a) risco envolvido na sua utilização, (b) a função básica de sua aplicação e (c) pelo grau de importância estratégico-financeira que a tecnologia confere à instituição. Com essa base, é possível determinar quais itens possuem maior privilégio por atendimento e seguir criteriosamente tais parâmetros evitando o emprego de atenção extra em elementos com menor relevância para o hospital.

gestão da manutenção hospitalar
Exemplo de cronograma de manutenção planejada exportado do sistema de gestão da Equipacare, SEClin.

2 – Use todas as informações a seu favor

Para manutenções eficientes em hospitais, toda a informação deve ser registrada e disponível de forma acessível, permitindo a rápida consulta aos diversos fatores envolvidos no caso. Tudo deve ter início em um primoroso inventário dos artigos relacionados, com a adequada descrição dos dados gerais e dados técnicos, bem como a catalogação item a item em numerações de controle. A existência de um inventário permite a ciência sobre o escopo de atuação e o controle organizado das informações vinculadas a cada objeto.

Uma vez conhecidos os elementos gerenciados pelo serviço de manutenção, cada uma das intervenções realizadas será registrada e documentada com os apontamentos observados. Lançar as anotações, oficializa as informações e evita que se elas se percam ao longo do tempo. Portanto, quanto mais ricas forem as descrições dos fatos, mais úteis serão os registros para a devida solução de eventos futuros, em que for necessário realizar pesquisas consultivas. As manutenções devem então ser descritas em ordens de serviço, com o passo a passo relatado em conjunto ao status de andamento, suas datas de início, término e responsáveis pela execução.

gestão da manutenção hospitalar
Exemplo dos registros para cada serviço executado pela Engenharia Clínica, no software SEClin da Equipacare.

3 – Estabeleça bons métodos de sinalização visual

Já sabemos que as manutenções eficientes em hospitais devem encurtar distâncias entre seus responsáveis e as devidas informações pertinentes a ela. Dessa forma, o uso de técnicas de sinalização visual também facilita a rápida compreensão dos diferentes elementos para a solução do evento.

As manutenções programadas já realizadas podem ser sinalizadas nos equipamentos por meio de etiquetas, facilitando a identificação da data de realização, ordem de serviço vinculada e do responsável pela sua execução. O usuário da tecnologia também se beneficia com tal apontamento, ao conhecer de forma rápida as condições da máquina e se está em conformidade.

Indo mais além, o próprio ambiente do setor de Engenharia Clínica também deve oferecer condições para uma manutenção eficiente. Seja pela organização física dos materiais e equipamentos, ou pela clareza na compreensão de que fase de manutenção determinado equipamento parado se encontra: aguardando peça, aguardando aprovação de orçamento, etc.

A arrumação e disposição correta dos recursos no ambiente de manutenção oferece ordem, agilidade e asseio na execução dos serviços e, para isso, determinados artifícios de sinalização visual do status da corretiva, tais como uso de adesivos coloridos e placas indicativas, poupam tempo de consulta de dados e incentiva a motivação para conclusão das tarefas.

gestão da manutenção hospitalar
Exemplo de etiqueta de manutenção corretiva da Equipacare, com sinalização visual do status por cor.

4 – Tenha seu e-mail como ferramenta de produtividade

Os variados tipos de processos de manutenção, na maioria das vezes, possuem interfaces com múltiplas áreas e atores. Cada atividade pode conter entradas e saídas que envolvam entregáveis de terceiros, cujo controle da ação não mais está nas mãos do demandante. Visto isso, é fundamental documentar os contextos e dados relacionados, na garantia de respaldo e evidências sobre prazos, pareceres e deliberações em geral. O e-mail é então uma ferramenta ideal para a comunicação certeira e documentação dos acordos firmados, principalmente no ambiente hospitalar, que tem a urgência por resolutividade como item crucial.

Seja para o contato frequente com os fornecedores, ou para o repasse de informações internas na instituição, o uso do e-mail para formalização, registro e organização da comunicação é obrigatório exercendo importante função na gestão da manutenção hospitalar. Cada uma das decisões sobre os processos deve ser formalizada nas mensagens eletrônicas, dando segurança e caráter comprovatório nos registros com empresas terceiras. Já internamente, a comunicação por e-mail informa as partes interessadas sobre o progresso da manutenção e justifica os tempos de resolução, influenciando inclusive na reputação do serviço. É importante manter rotina frequente de acesso à caixa de entrada e constante disparo de mensagens comunicativas, para otimizar a eficiência da manutenção.

5 – Defina indicadores e metas

É correto afirmar que não existem gestão da manutenção hospitalar eficiente sem o devido monitoramento de seu desempenho. Levando isso em conta, as atividades de manutenção devem gerar dados organizados e mensuráveis, possibilitando acompanhar os resultados e nível de acerto. Em determinado período de tempo, geralmente mensal, as informações sobre a performance do serviço de manutenção necessitam ser coletadas e contabilizadas na forma de indicadores. A definição de metas norteia o propósito da operação e o seu grau de comprometimento com os resultados esperados.

Para saber mais leia o post 4 Indicadores de uma Boa Engenharia Clínica

Indicadores como taxa de conclusão dos serviços, tempo de resolutividade, tempo de máquina parada e custos com manutenção são bons exemplos de mecanismos de análise de desempenho e melhoria contínua da qualidade dos trabalhos prestados. Deve-se ter ciência da importância de tais práticas nos estabelecimentos de saúde e o quanto a produtividade do processo de manutenções eficientes em hospitais traduz em ganhos para a assistência ao paciente. Por isso, manter o foco na excelência é uma virtude fundamental para o exercício de quaisquer intervenções no ambiente hospitalar.

gestão da manutenção hospitalar
Exemplo de indicadores extraídos do software Seclin da Equipacare

QUER UM ORÇAMENTO? FALE COM OS NOSSOS AGENTES COMERCIAIS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *